Grupo Tigre anuncia fim das atividades na unidade de Camaçari

Tigre.jpg

A empresa de tubos e conexões Tigre anunciou, em comunicado à imprensa, que encerra as atividades de operação na unidade de Camaçari/BA. A fábrica, que é responsável pela produção de tubos de PVC, tem a conclusão das atividades previstas para fevereiro de 2017, resultando na extinção de 261 vagas.

Segundo a empresa, “Esta decisão foi tomada após extensa análise de alternativas para garantir a competitividade das operações da companhia no País, e assegurar a produtividade fabril com o melhor aproveitamento da capacidade das demais unidades existentes no Brasil”.

A Tigre também ressalta que vem tomando medidas para diminuir os impactos das demissões dos 261 funcionários da unidade, como: “Criação de um Núcleo de Apoio, com foco no auxílio aos funcionários em seu retorno ao mercado de trabalho, capacitação e qualificação profissional; Priorização dos profissionais de Camaçari em vagas de trabalho abertas em outras unidades da Tigre; Parceria com instituições de apoio técnico e financeiro para empreendedores”.

Quanto aos clientes, a empresa informou que serão atendidos por outras unidades da mesma.

Para o presidente do Sindicato da Indústria de Material Plástico da Bahia (Sindiplasba), Luiz Oliveira, a crise no mercado foi um dos motivos para o encerramento das atividades da Tigre em Camaçari. Além do mais, acrescenta, o setor plástico sofreu uma redução de 8,5% com relação ao ano anterior, houve redução do incentivo fiscal, a empresa tem uma unidade em outro estado no nordeste (Pernambuco). Sem falar na pressão do sindicato para aumentos salariais.

O presidente acredita que o Governo do Estado deveria intervir. “O Governo deveria negociar com os acionistas da empresa a questão dos benefícios fiscais”, completou.

Ainda segundo o presidente do Sindplasba, outras empresas do ramo na Bahia já têm pré-anuncio de encerramento das atividades.

Já o presidente do Sindiquímica (Sindicato dos Trabalhadores do Ramo Químico), Dilson Vasconcelos, informou que ficou surpreso com o anúncio da empresa e que esse encerramento provocará grandes impactos: “A empresa está produzindo bem, foi surpresa para o sindicato e também para os funcionários. São 261 funcionários diretos e mais 900 empregados indiretos, é um impacto muito grande para Camaçari. A gente tem funcionário que trabalha há mais de 12 anos, há mais de 15 anos na empresa” destacou.

Ele ainda informou que o Sindiquímica vai iniciar as mobilizações para impedir o encerramento das operações, “Amanhã, vamos parar a fábrica 7h da manhã”. Segundo o sindicato, a paralisação vai ocorrer na área externa da empresa e pretende chamar a atenção da população sobre as consequências do fechamento da unidade e dos postos de trabalho.

*Fonte: A Tarde

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s